quinta-feira, 30 de junho de 2016





www.suaposta.com.br

APRESENTAM



PROGRAMA OFICIAL DA 52ª CORRIDA - 2015/2016
387ª Reunião (JCB) - QUINTA-FEIRA, 30 DE JUNHO DE 2016






































QUINTA NOBRE, PROVAS LISTADAS NO CRISTAL



TAÇA DE CRISTAL - Listed - 3ª Prova de Tríplice Coroa - Potrancas

EXPLICACIÓN  (Wild Event) - Carta da TBS STUD: Favorita 
na enquete do sítio do Jockey Club do Rio Grande o Sul

TAÇA DE CRISTAL - Listed - 3ª Prova de Tríplice Coroa - Potros

FLOR DA FRANTEIRA (Desejado Thunder) - Do Rio de Janeiro - 
Vai com Vagner Leal `up`. Credito do turfman Marco Antônio Dexheimer


Hipódromo do Cristal Quinta - Feira - 30/JUNHO

ESTREIAS E REAPARECIMENTOS


1º Natural: passou 1.200 metros a moda da casa em 81s.

1º Diva Bunitinha: fez o mesmo serviço de Natural, percorrendo os
1.200 em 82s, no entanto não é de se empregar em serviço.
2º Novak: seu ajuste final foi de 600 metros em 37s na manta.
4º Explicación: seu trabalho de 1.600 metros foi em 108s exatos.
5º Robin Hood: seu apronte final foi de 50,30s para os 800 metros.
5º Secretário: seu último teste foi de 600 metros em 37,40s.
5º Flor da Fronteira: primeiro levou um passadão de 1.600
metros em 111s bem a vontade, e posteriormente aprontou
em 49,20s para os 800 metros.
5º Key Master: andou baixando de 108s nos 1.600 metros, e depois
aprontou 800 metros em 52s com muitas sobras.
5º Spirit Champion: foi visto marcadno 63s para os 1.000 metros e já
vinha de mais longe.
5º Bitrem: trabalhou de parelha com um companheiro de cocheira,
marcando 111s para os 1.600 metros.
7º Elounda: sua vitória na Tablada foi para cima da
potranca Decacho Atado.
7º Diamond The Sky: preparada com carinho, tem passada de 1.000
metros em 67s a moda da casa.
9º Padu: foi 3º em páreo de escola vencido por Enzo da Guanabara na
marca de 69s para os 1.100 metros.
9º Olympic Fact: foi visto marcadno 39s nos 600 metros na manta com
muitas sobras.

Airton Barnasque

ENQUETE DOS `DOS BURREROS` 






































INDICAÇÕES DOS CATEDRÁTICOS DO CRISTAL


JONATHAN MONTEIRO


1° páreo – Diva Bunitinha (5) – Natural (3) – Maravilha Negra (8)

2° páreo – Falastrão (9) – Enyemah (7) – Mistaken Id (6)
3° páreo – Goldem Glam (6) – Super-Homem (3) – Senhor Inglês (7)
4° páreo – Explicación (3) – Nouvelle Belle (5) – Benalmádena (7)
5° páreo – Flor da Fronteira (5) – Key Master (6) – Mudador (7)
6° páreo – Rei do Sul (7) – Cloudbuster (1) – Sib Macho Uno (3)
7° páreo – Dureza (9) – Mel Amor (7) – Lady Couke (6)
8° páreo – Just Linn (8) - Uma Sureña (4) - Energia Hostel (3)
9° páreo – Vip Forestry (4) – Padú (1) – Vavavá (9)
10° páreo – Don Romero (8) – Daniel Son (9 – Genuine Runner (3)

HERMES MARTINS


1° páreo – Halle (7) – Maravilha Negra (8) – Natural (3)

2° páreo – Falastrão (9) – Surf The Waves (5) – Hippopotamus (3)
3° páreo – Golden Glam (6) – Olympic Love (2) – Vida de Rico (4)
4° páreo – Explicación (3) – Nouvelle Belle (5) – Benalmádena (7)
5° páreo – Key Master (6) – Robin Hood (3) – Flor da Fronteira (5)
6° páreo – Rei do Sul (7) – Cloudbuster (1) – Khuraim (6)
7° páreo – Mel Amor (7) – Elounda (12) – Lady Couke (6)
8° páreo – Energia Hostel (3) – Solo Hulha (2) – Miss Encanto (5)
9° páreo – Vip Forestry (4) – Olympic Fact (6) – Jason (12)
10° páreo - Unable To Bend (6) – Genuine Runner (3) – Don Romero (8)

PROGNOSTICOS REVISTA CRISTALGRANDE PRÊMIO TAÇA DE CRISTAL -LISTED - 3ª PROVA DA TRÍPLICE COROA

JUVENIL - VERSÃO POTROS

1 Principe D’Anafer: turma forte, tarefa ingrata.

2 Secretário: tem dias que corre bem, colocação.
3 Robin Hood: custou a deslanchar, azar sedutor.
4 Bitrem: vai apreciar o aumento da distância, nas quadrifetas.
5 Flor da Fronteira: potro qualificado, carne de pescoço.
6 Key Master: em franca evolução, chance avultada.
7 Mudador: outro que melhora a cada dia, convém respeitar.
8 Sir D’Anafer: fez apronte luxuoso, pode explodir.
9 Elíptico: a última foi fraca, missão complicada.
10 Síndico: páreo complicado para suas forças, vai esperar.
11 Spirit Champion: a distância não agrada, placar é lucro.
12 Mucho Fon: tido em alta conta, pode surpreender os mais cotados.

GRANDE PRÊMIO TAÇA DE CRISTAL - LISTED - 3ª PROVA DA TRÍPLICE COROA

JUVENIL - VERSÃO POTRANCAS

1 Night Flight.: vai assistir o páreo de dentro da pista, aos alucinados.

2 Lady Graça: a turma ficou forte, colocação.
3 Explicación: potranca diferenciada, favoritona.
4 South Brazil: precisa melhorar, pule alta.
5 Nouvelle Belle: não cessa de evoluir, inimiga.
6 Yanca: corre suas coisas, nas trifetas.
7 Benalmádena: trabalhos animadores, placê viável.

INDICAÇÕES DOS PROFISSIONAIS - TREINADORES


HERMÍNIO MACHADO MUITO PRÓXIMO DO TÍTULO DA ESTATÍSTICA 2015/2016



Após quase um ano de uma disputa muito acirrada entre os treinadores Hermínio Machado, Fernando Silva, Daniel Peres e Luiz Carlos Ávila pelo título da estatística de treinadores, chegamos a derradeira reunião da temporada com apenas dois deles podendo alcançar o topo. O favorito é o
experiente H.P.Machado, pois além de estar momentaneamente duas vitórias a frente de Daniel Peres, conta ainda com um melhor índice de aproveitamento, algo que obriga D.Peres vencer ao menos três corridas na última semana, e ainda torcer para que Hermínio não ganhe nehuma. Abaixo
as chances das inscrições dos dois treinadores.

H.P.MACHADO


2º Surf The Waves: regula com os melhores, ponto possível.

5º Spirit Champion: estaria melhor em prova mais curta, tarefa complicada.
5º Mucho Fon: venceu e melhorou, não é impossível.
6º Khuraim: vai carregado no lombo, vencer é difícil.
8º La Maddalena: apaguem a última, triunfar é uma possibilidade.

DANIEL PERES

1º Jotape: pouco inferior a turma, chances reduzidas.
1º Natural: invicta por aqui, favorita.
1º Diva Bunitinha: égua de qualidades, vencer é viável.
2º Novak: folgando na frente pode até surpreender.
2º Falastrão: chega forte no final, provável favorito.
3º Vamos Para Dubai: atravessa bom momento, pode acontecer.
3º Vida de Rico: mesmo com a redução de distância é candidato ao triunfo.
3º El Gatto Ladro: costuma se agrandar na frente, por que não?
6º The Best Monte: seu time não é esse, vai aguardar.
7º Evita Basano: a estreia não foi das piores, azar sedutor.
8º Energia Hostel: anda ameaçando, pode ser agora.
8º Uma Sureña: distância adversa, fica para a próxima.
8º Just Linn: a amostra foi ótima, chance de ferro.
9º Padú: foi bem na escola, aos azaristas.
9º Olympic Fact: corre mais do que tem mostrado, olho vivo.
9º Javali Sarge: nada mostrou, fica na fila.
10º Alfaiate: páreo forte, precisa aguardar.
10º Meglio Di Tutti: mostrou melhoras, nas quadrifetas.

VEM AÍ MAIS UM HANDICAP DE TORDILHOS


Já no próximo mês de julho, o JCRGS estará promovendo mais uma

edição do GP Governador do Estado - Handicap apenas para cavalos da
pelagem tordilho. O favorito natural seria OVUNQUE, no entanto este
deverá correr apenas no GP Ministro da Agricultura dia 21 de julho, prova
preparatória ao GP Protetora do Turfe. Diante disto, alguns animais desta
linda pelagem estão desembarcando em Porto Alegre atrás dessa conquista.
entre eles ABRE CANCHA MAJO e ORUCUNGO.


NOS 400 FINAIS

Sinal ou final dos tempos
Por Fernando Rozano



Dias desses, inverno de folhas castanhas, secas, que indicam a presença íntima do inverno, e deixando para a saudade o avermelhado do outono, as ruas e os parques ainda recebiam o sol das estações e as máquinas fotográficas tinham o disparador acionados de forma frenética. 

Poucos sabem que aquelas fotos, logo apagadas, mais que o divertimento da hora, estavam registrando o tempo passado. A História mostra o quanto é essencial a fotografia para compor épocas, hábitos, costumes, etc. Pois, em sentido oposto, no recolhimento do estúdio, um registro de 50 e alguns anos, encontro a construção e inauguração do Hipódromo do Cristal.  Ao fundo, em uma e outra, o mesmo cenário quem sabe inóspito para os dias de hoje, natural naqueles de lá.  
Da chegada ao disco final do primeiro páreo disputado, Duelo não sabia que levava junto mais história que vencer a prova. O olhar ao encontro do bairro mostra uma natureza natural, incólume ainda ao tempo que estava por chegar, repito. Assim, durante os anos seguintes, casa a casa, edifício a edifício aquele ambiente foi modificado. A transformação, sentida já pelos setenta e outros anos mais, trouxe muitas e tantas modificações que 


Duelo pudesse, naquele distante novembro da reta final da década de cinquenta, imaginar.  A lembrança embaça os vidros gelados da manhã, e as idas ao prado entraram pelo única fresta aberta. Sábados e domingos, programa obrigatório, acrescido depois das noturnas de segundas-feiras. 

O transporte era seguro e certo: do Mercado Público sempre tinha linha de ônibus que deixava o turfista e seus sonhos de ganhar alguma aposta na porta principal do Hipódromo. E ainda havia - será que ainda há? - uma discreta entrada pela avenida Icaraí, que atravessava a pista, e logo estava a bacia, a casa de apostas e o túnel por onde os automóveis percorriam a distância entre o corpo de pavilhões e o amplo espaço entre a cerca e raia. 

Muito assisti corridas colado ali, recebendo no rosto a reia solta dos cascos dos cavalos. Era simples e fácil chegar. Caso perdesse o ônibus, táxi ou alguma carona sempre socorriam a vontade de ver as corridas. A fotografia do meu pai, Mário Rossano e Duelo, assim como outras desse tempo, é memória. E também realidade. 

Hoje, o programa oficial está prensado na quinta-feira, dia útil da semana. O público, reduzido, encontrou outras formas de assistir além do Cristal. 

E se o olhar for direto ao fundo, ah! lá não está mais a natureza e sua beleza:  habitam concreto, torres, milhares de pessoas, e  tanto quanto a tecnologia possa alcançar. Ainda escuto os gritos dos turfistas vibrando com seus vencedores, ou rasgando as pules perdedoras. 


Mas, sobretudo, sei que chegar ao  Cristal, hoje, é como disputar um Bento como azarão. Meus olhos, no dia em foi disputado o Comparação - para éguas -, estavam fixos em 1959. E por lá permaneci. Depois, desliguei o computador, procurei alguma linha de ônibus e tudo o que encontrei foi um shopping center, um ponto de táxi e um vazio imenso invadiu meus pensamentos. 2016, sinal dos tempos. Ou será o final?

CRISTAL - DESTAQUE NACIONAL


Ministério da Agricultura altera teste de mormo



REVISTA CRISTAL - 2206


















FLASHES DA REUNIAO PASSADA




EM FINAL DISPUTADO "OAHU" MANTÉM A SOBERANIA ENTRE AS FÊMEAS


Destaque

Foi disputado na última quinta-feira (236) no Hipódromo do Cristal, o Clássico Duque de Caxias - Comparação de fêmeas de três e quatro anos, no percurso de 2.000 metros na raia de fora.
Antes da autorização do starter o que se previa era uma carreira guerreada entre OAHU e AMADA ALADA, com as demais esperando um desastre para tentar tirar proveito no final. Todavia, o que se viu foi uma AMADA ALADA usando uma estratégia equivocada, deixando OAHU acompanhar o ritmo de XAMABA DANZ (correu muito) com naturalidade até a altura dos últimos 700 metros,, ocasião que AMADA ALADA e GET RUNNER saíram a caça de OAHU que a esta altura já ponteava a prova. Ao apontarem pela reta final, era notório que a primeira colocação só poderia ser de OAHU ou GET RUNNER, ficando para AMADA ALADA a luta com XAMBA DANZ pela terceira colocação. Os últimos 300 metros foram de uma luta acirrada entre as pupilas de Hermínio Machado e Fernando Silva, sendo que no final prevaleceu a experiência da mais velha. 

GET RUNNER em grande atuação valorizou ainda mais a conquista da defensora do stud Casablanca, e mais uma vez comprovou ser uma potranca de grande futuro. XAMBA DANZ voltando a ser aquela égua valente do início da campanha, brigou boa parte da carreira com a ganhadora e no final ainda teve forças para superar AMADA ALADA na luta pelo terceiro posto. PRIMEIRA PAIXÃO completou o placar remunerado.

A ganhadora é descendente de Quick Road e Apple Gum (Southern Halo), de criação do Haras Pirassununga e de propriedade do Haras Louveira e Stud Casablanca, No preparo a eficiência rotineira de virtual campeão H.P.Machado, enquanto que o excelente M.B.Souza foi o responsável pelo comando das rédeas.
Tempo: 2m10s.

PROGRAMA OFICIAL DA 52ª CORRIDA - 2015/2016

387ª Reunião (JCB) - QUINTA-FEIRA, 30 DE JUNHO DE 2016
Apostas conforme Regulamento do Jockey Club Brasileiro
Sede: Av. Diário de Notícias, 750 - Porto Alegre - RS



De Turf Un Poco

Mario Rozano

Colunistas - Jornalista Fernando Rozano

Revista do Cristal Airton Barnasque

Marketing Jockey Club do Rio Grande do Sul
Carol Strusmann
Fotos Agencia Preview
Presidente JCRGS Ricardo Fellizolla

Nenhum comentário:

De Turfe Um Pouco

De Turfe Um Pouco
Imprensa Internacional